Manutenção do condomínio: 7 Itens Importantes

Manutenção do condomínio: 7 Dicas

Uma das principais preocupações de um síndico é cuidar da manutenção do condomínio. É assim que os acidentes são evitados, garantindo a segurança dos moradores e da edificação.

Este tipo de trabalho é de responsabilidade do síndico e não é algo simples: são muitos os detalhes e cuidados que não podem ser deixados de lado para garantir o bem-estar  do condôminos e a segurança do condomínio.

Para ajudar nesta luta diária de todo o síndico, separamos uma lista de verificação de cuidados com a manutenção dos principais serviços condomínio residencial que não se podem ser esquecidos.

Lista de verificação para a manutenção preventiva de condomínio:

Para-raios:

Pelo menos uma vez por ano, deve ser realizada a inspeção do para-raios e corresponde ao síndico fazê-la.

É necessário procurar uma empresa habilitada e solicitar que seja feita uma inspeção para a emissão de um laudo, além da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica).

Gás:

Certamente, você já ouviu falar em acidentes graves devido a um vazamento de gás no interior dos apartamentos. Para evitar estes problemas, todas as instalações de gás devem ser inspecionados.

A central precisa ser verificada na manutenção do condomínio pelo menos uma vez por ano, e os ramais individuais a cada três anos. Não se esqueça de solicitar a emissão de um laudo e recolher o ART.

Lembre-se que no caso  você note uma mudança brusca na conta e no gasto de gás, é sinal de que há vazamento. Nesse caso, adiante as revisões e peça para os condôminos fiquem atentos.

Elevadores:

Assim como o para-raios, o elevador também precisa ser controlado e mantido por uma empresa especializada, que emitirá o RIA (Relatório de Inspeção Anual) e recolher uma ART.

Certifique-se de que a empresa está registada no Contru (Departamento de Controle do Uso de Imóveis) antes de efetuar a manutenção do condomínio.

Bombeiros:

Para a prevenção de incêndios estar em dia, a renovação deve ser feita a cada dois ou cinco anos (de acordo com a região e o tamanho da habitação), o Corpo de Bombeiros precisa inspecionar e emissão do AVCB (Auto de vistoria do Corpo de Bombeiros).

Nesta revisão, são analisados os extintores, mangueiras, placas de sinalização nas áreas públicas, alarmes, entre outros equipamentos. Lembre-se que os extintores têm validade e é o síndico é o responsável por mantê-los em dia.

Sistema elétrico:

Outro elemento de extrema importância na manutenção do condomínio. É preciso estar atento e fazer uma inspeção semestral para verificar o fio terra, o sistema de aterramento e mau contato.

Isto deve ser feito por uma empresa habilitada e o comprovante deve ser guardado e arquivado.

Caixas d’água:

A limpeza anual da caixa de água é obrigatória, então deve incluir este procedimento na manutenção do condomínio.

O ideal é chamar um profissional qualificado para tal procedimento, já que, caso a sujeira caia na tubulação por erro de uma pessoa que não  sabe fazer este tipo de serviço, pode ocorrer que a sujeira  seja levada para as torneiras dos apartamentos.

Portas, alarme, interfone:

É bom ter um contrato com uma empresa que garanta o atendimento rápido e a manutenção desses sistemas. Pois quando estes aparelhos não funcionam, a segurança do condomínio encontra-se comprometida.

Ficou com dúvida sobre como agendar ou escolher uma empresa para realizar os procedimentos de manutenção? Deixe seu contato nos comentários ou envie um e-mail para ana@limad.adm.com.br será um prazer ajuda-lo.

Deixe seu comentário

quatro × 3 =